HOLLOW 2 chegou ao Nintendo Switch em 30 de dezembro de 2021.

Em 2018, o jogo de estreia foi promovido como uma espécie de Dead Space feito por um estúdio independente durante o período em que tínhamos poucos jogos de terror para a plataforma. No entanto, o HOLLOW não passou de um projeto mal executado devido a ambientes extremamente escuros, e o seu sistema de jogabilidade desbalanceado ter demasiado erros e bugs, chegando ao estado de que era impossível ser finalizado. A equipe de desenvolvimento explica que a sequência existe para consertar as falhas do jogo de estreia.

Confira o trailer de revelação e outro com 26 minutos iniciais de gameplay:

O que você já viu está prestes a ser explicado… Mesmo que mais perguntas apareçam de acordo com cada detalhes que você encontrar nas profundezas da mente distorcida do protagonista Mark. E não vai ser fácil…. HOLLOW 2.

HORROR…

…acordar novamente no convés do Shakhter-One. Uma vez que a história por trás da tragédia mental e da vida familiar de Mark fica mais clara a cada minuto adentro da Shakhter-One… as profundezas das suas emoções e dor ainda estão prestes a explodir da pior forma possível. A maldição da estação de mineração oca é um ciclo interminável de dor que só poderia ser interrompido por uma coisa… pela verdade. No entanto, todos os segredos são guardados por esses corredores escuros combinados à memória de Mark.

…PARA SOBREVIVER.

… este pesadelo! Em HOLLOW 2, explorar e sobreviver não será o suficiente para relembrar o seu passado e desvendar todos os segredos. Com uma mecânica de jogo redesenhada, rápida e mais amigável, você será forçado a limpar a estação abandonada para alcançar o seu objetivo. Use todas as armas e ferramentas que encontrar para se certificar de que nem mesmo um único devasso pode ficar entre você e a verdade. Corra, lute, se esconda, explore… dê o seu melhor para destruir um Shakhter-One de uma vez por todas!

Claro, se isso ainda for possível…

Por Cayo Eduardo. (Equipe BIG BOY GAMES)

Fonte: YouTube/ForeverEntertainmentNintendoEverythingNintendo