Por Cayo Eduardo. (Equipe BIG BOY GAMES)

Nascido em 25 de agosto de 1958, Timothy “TIM” Walter Burton é um cineasta, produtor, roteirista, escritor, animador e desenhista norte-americano a frente do seu tempo e suas obras têm um estilo peculiar á exemplo de seus filmes, que apresentam aspectos góticos, elementos fantasiosos, excêntricos ou sombrios. Os Fantasmas se divertem, Edward – Mãos de Tesoura e A Noiva-Cadáver são apenas algumas de suas obras cinematográficas icônicas. Recentemente, TIM Burton inaugurou um mural no centro de São Paulo dizendo que os brasileiros servem de inspiração. O cineasta americano prepara sua vinda ao país no ano que vem.

Na indústria dos videogames, um estúdio britânico em especial – a Zoink Games! (Responsável por The K.O.R.E. Gang, Zombie Vikings, Fe, Flipping Death) passeia no universo de Burton.

É só observar a concepção artística dos personagens que estrelam os jogos do estúdio. Pois bem.

Lançado em para PlayStation 3, Steam e Wii U, Stick it to the Man. (Nintendo Switch) é um ousado e maluco jogo de ação em 2,5D linear no melhor estilo plataforma com elementos de Adventure “aponte e clique”, quebra-cabeças, doses de humor negro e bizarrices.

Stick it to the Man!

Produção e Desenvolvimento: Zoink! Games.
Publicação: Ripstone.
Plataforma: eSHOP Wii U/ Nintendo Switch.
Lançamento: 01/05/2014 – 23/11/2017.
P.S.: Esta análise contém gírias, linguagem chula e palavrões.

Cidadão vagabundo tipo 13.

*Foto de Gameplay diretamente do Nintendo Switch.

RAY Doewood vive em um mundo bizarro feito de recortes de papel e adesivos, levando a vida na vagabundagem como um bon-vivant do que trabalhando. Em uma noite de tempestade, ele é atingido por um estranho objeto e no hospital, acorda com um gigante espaguete rosa saindo de seu cérebro que mais parece um braço ambulante. Com ele, Ray pode mudar tudo ao redor.

*Foto de Gameplay diretamente do Nintendo Switch.

Ele pode dobrar recortar e puxar os adesivos (os stickers) de um lugar para fixa-los em outro.

*Foto de Gameplay diretamente do Nintendo Switch.

E mais, Ray pode ler a mente das pessoas. Até mesmo dos que partiram dessa pra melhor. Cavando o crânio dos cidadãos xaropes que circulam pelas ruas da metrópole virada de cabeça pra baixo, Ray pode ouvir os seus pensamentos e usá-los a seu favor para resolver os quebra-cabeças – gradativamente um tanto quanto cabeludos.

*Foto de Gameplay diretamente da versão de Stick it to the Man! para Wii U.

É neste momento que os recursos do GamePad. (Na versão do jogo para Wii U) se encaixavam perfeitamente com a imersão do jogo: bastando que o jogador posicionasse o apelidado controle-tablet em frente a televisão para entrar no cérebro desmiolado de Ray sobre o ângulo de visão em 1ª pessoa, utilizando o seu giroscópio rotacional para focalizar o cérebro dos transeuntes e ouvi-los através do speaker do controle. No Nintendo Switch, a interatividade foi readaptada para os Joy-Cons de uma forma mais tradicional.

*Foto de Gameplay diretamente do Nintendo Switch. Algumas piadas nos remetem aos velhos tempos de nostalgia.

Alguns deles são traiçoeiros o bastante quando tagarela uma coisa quando na verdade, pensam outra para confundir a sua sanidade mental. É necessário entender um pouco de Inglês para entender a piada.

*Foto de Gameplay diretamente do Nintendo Switch.

Em dado momento, Ray terá pouco tempo para se familiarizar com estes poderes, já que está sendo confundido com um sujeito (casca grossa) chamado The Man e injustamente acusado de um crime que não cometeu. E para completar a encrenca, as autoridades corruptas e agentes secretos sabem que Ray tem este poder e qual é a sua origem.

Sentiu o drama? (Risos)

As facetas do GAMEPAD/ JOY-CON.

  • Botão B: Salto.
  • Botão X: Habilita a visão geral do mapa da fase.
  • Direcional analógico esquerdo: movimenta Ray horizontalmente e entre planos de fundo 2,5D do cenário.
  • Direcional analógico direito pressionado para um dos lados + Botão R: Depende da direção ou plano de fundo que os alfinetes e adesivos estiverem para o espaguete rosa puxar ou ser puxado.
  • Botão L pressionado + Giroscópio: Habilita a psique de Ray para ler a mente dos transeuntes.

Metrópole non-sense como tarja preta sem contraindicação.

No capítulo Três. (Chamado Mind Boogie Palace), um taxista desdentado que ameaça se suicidar lamenta ter sido abandonado por sua esposa gostosa chamada Bárbara, que ali por perto, participa de um concurso de dança na boate local, a famosa Boogie Palace.

 

*Foto de Gameplay diretamente do Nintendo Switch.

Em uma avenida próxima, um criador de crocodilos de estimação tenta domesticar um deles que está preso no cano de um esgoto através de um frango de galinha desossado.

*Foto de Gameplay diretamente do Nintendo Switch.

Ao descobrir que um dos candidatos do concurso foi sequestrado, Ray se depara com um chef de cozinha que está sem sal para degustar o paladar de seu novo prato quando na realidade, esconde uma ossada de origem rara em meio às especiarias culinárias.

*Foto de Gameplay diretamente do Nintendo Switch.

Ali por perto, um homem derrama lágrimas de água saldada porque sua namorada lhe deu um pé na bunda. Um cão feio e banguela (que não assusta nem barata) tenta amedrontar a bandidagem.

*Foto de Gameplay diretamente do Nintendo Switch.

Como resolver este B.O., produção? (risos)

É fácil ser embriagado pela atmosfera pseudo-Psychonauts de um mundo bipolar composto por figuras rabiscadas a mão sobre papelões que se desdobram feitos cartuns animados com naturalidade ao som do Jazz e outras baladas no talo pra ‘bombar’ no seu estéreo. Aqui ser esquisito é normal.

*Foto de Gameplay diretamente do Nintendo Switch.

E punk é distinguir se tais esquisitices são reais ou apenas, alucinações de um espaguete rosa sem parafusos. Destaque para as dublagens dos diálogos sarcásticos de humor negro non-stop, piadas infames e referências aos jogos bidimensionais dos anos 90 – ingredientes que dão consistência aos personagens que arrancarão boas gargalhadas em voz alta, especialmente dos jogadores que manjam falar Inglês.

Stick it to the Man pode ser classificado como um novo gênero de jogo no melhor estilo plataforma com aparência de criança, mas direcionado para gente grande. No eSHOP do Wii U, você pode baixá-lo por apenas US$ 9,99 dólares. No eSHOP do Nintendo Switch, o jogo se encontra em promoção: apenas $2.32 dólares! Clique AQUI e baixe-o sem pensar duas vezes.

Visual: 10.

Som: 10.

GamePad: 8.

Joystick: 8.

Diversão: 10.

Desafio: 8.

Replay: 8.

Está sem créditos no Switch? Clique em um dos links abaixo para adquirir um dos cartões do eShop americano no site da BIG BOY GAMES.

*eShop $10 Nintendo Switch 

*eShop $20 Nintendo Switch 

*eShop $35 Nintendo Switch 

*eShop $50 Nintendo Switch